quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Americano compra armazém, mas ganha de presente 100 cadáveres humano.




Um norte-americano encontrou corpos de mais de cem pessoas mergulhados em formol e estocados nos fundos de um armazém que ele acabara de comprar em um leilão por R$ 1.800 (US$ 900).
Assim que comprou o Armazém do Tio Bob em um leilão em Pensacola, o novo dono chamou a polícia para investigar o caso.
Os oficiais identificaram o antigo proprietário do estabelecimento como Michael Berkland, um ex-associado dos examidores médicos da região.
Segundo o site da CNN, os policiais levantaram algumas pesquisas sobre Berkland e descobriram que ele trabalhou em um escritório de exames médicos por seis anos, mas foi demitido por falhas durantes as autópsias.
Berkland não tinha licença na Flórida, mas era apontado como um patologista particular.
De acordo com os investigadores, algumas famílias o contratavam para pedir uma segunda opinião sobre as autopsias, mas nunca recebiam as respostas.

O ex-gerente do local, George Klages, disse que Berkland costumava atrasar os alugueis, mas depois sempre acabava pagando. O armazém do Tio Bob também teve outros proprietários antes.

Segundo os policiais, os corpos encontrados no local provavelmente eram resultado das autópsias ilegais feitas por .

Nenhum comentário: