quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Justiça remarca audiência de caso de menino que teve olho colado; veja como ele está.

A Justiça do Rio remarcou para o próximo dia 11 a audiência do caso do menino que teve o olho colado. O garoto conseguiu abrir o olho por completo somente após 35 dias. A médica que fez o procedimento quecolou o olho do menino Bruno, de um ano e oito meses, em julho, não foi à audiência, marcada para esta quinta-feira (6). olho-colado-descolado-450


A sessão aconteceria no juizado especial no Fórum da Taquara. A médica Rachel Barbedo Pedrosa informou à Justiça que estava em um congresso e por isso não pode comparecer. 

Os pais do menino de um ano e sete meses, Fabiano Mendonça e Gilmara Duarte, acusam a médica de lesão corporal leve. Mendonça disse que ele e a mulher só queriam ouvir um pedido de desculpa da médica. 

— O olho do Bruno só conseguiu abrir no 35º dia. A cola só saiu por completo do cílio após 40 dias. Qualquer profissional pode errar. O problema foi o atendimento que meu filho recebeu depois do erro. Só quero ouvir um reconhecimento de culpa. 

O juiz Marcelo Pereira da Silva, que presidiu a audiência especial, explica que normalmente um pedido de desculpa desarma o outro lado e é o principal passo para um acordo. 

— Embora esse caso seja da vara criminal é possível chegar a um acordo civil, que extingue a punibilidade. A mediação, que talvez não se aplique a esse processo, tem muito êxito, pois o que uma das partes quer geralmente é atingir o comportamento das pessoas. 

O advogado João de Baldaque Mestieri, que representou a profissional na audiência desta quinta-feira, preferiu não comentar o caso.
FONTEhttp://noticias.r7.com/rio-de-janeiro/noticias/medica-nao-aparece-e-justica-remarca-audiencia-de-caso-de-menino-que-teve-olho-colado-20120906.html.

Nenhum comentário: